Morena

 

Ela era tão triste…

Eu bem sei como é isso,

mas ela é triste por mais tempo,

eu só conheço a profundidade.

 

Não fique assim, morena.

Um dia a gente percebe

que o que vale são as boas atitudes

e que amar não é acorrentar-se.

 

Um dia a gente percebe

que o amor é a própria liberdade:

A liberdade de escolha.

O que vale são as grandes pessoas.

 

Um dia a gente aprende

a valorizar o que é nosso.

As pequenas pessoas?

deixe que Deus tome conta.

 

Clareanna Viveiros Santana. 25 de março de 2008

Published in: on Julho 14, 2008 at 3:23 am  Deixe um Comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://clareamente.wordpress.com/2008/07/14/morena/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: